Teatro Greco-Romano de Taormina, Sicília


Arqueologia romana / Dicas da Sicília

Na minha viagem a Taormina, em maio de 2016, pude conhecer o seu Teatro Antigo (Teatro Antico, em italiano), ou Teatro Greco-Romano, o qual já virou um símbolo e é uma das principais atrações da cidade.

Visitei-o na parte da manhã e não havia filas na bilheteria. A maioria dos visitantes era estrangeira, dentre japonês, alemães , franceses, etc.

Uma reclamação à administração do Teatro Antigo de Taormina

Apesar de adorar ruínas e museus arqueológicos, e conhecer a triste realidade de muitas dessas estruturas na Itália (greves de funcionários, horários reduzidos, falta de manutenção e conservação, etc.), não posso deixar de lado a minha decepção quanto a um fato durante a minha visita a esse monumento: ao ir ao banheiro, simplesmente não tinha sequer um rolo de papel higiênico para nós, mulheres

Não somente eu que cuspi marimbondo, mas vi as turistas saindo do “WC” indignadas com tal descaso do sítio arqueológico. E isso porque o ingresso custa, nada mais nada menos, que 10 euros!

Por sorte que ando sempre com lenço de papel na bolsa…

À parte esse inconveniente, o teatro, como escrevi acima, é a atração principal de Taormina e, como tal, é praticamente obrigatório que todos as pessoas o visitem.

Teatro Antigo de Taormina, Sicília

Visão do mar de Giardini Naxos e o Etna no fundo.

Teatro Greco-Romano de Taormina: história


Em 358 a.C, sobreviventes de Naxos, a cidade calcidese destruída em 403 por Dionísio, o Velho de Siracusa, guiados por Andrômaco, pai do histórico Timeu, fundaram Tauromenion sobre o Monte Tauro (já lugar de uma precedente habitação indígena posteriormente helenizada).

A cidade foi dominada por Hierão II, o grande tirano de Siracusa, durante a Primeira Guerra Púnica, e depois pelos romanos, tornando-se, assim, uma cidade federada. No fim da República, durante o segundo triunvirato, ela foi envolvida no conflito entre Otaviano e Sexto Pompeu, e, depois da vitória do primeiro, em 36 a.C, virou uma colônia militar por mãos do próprio.

Arquitetura do teatro

A importante arquitetura mostra a prosperidade e a relativa importância da cidade, sobretudo nos primeiros dois séculos da Idade Imperial: o teatro reestruturado e ampliado; as termas públicas na área do fórum (atrás da caserna da polícia militar), lado norte da Praça Vittorio Emanuele, onde era situado o próprio fórum (em continuidade com a Ágora da cidade grega); o ginásio com a biblioteca, no terraço ao lado da área do teatro; o odeão, junto à Igreja de Santa Catarina; a chamada naumaquia, grandiosa construção com uma grande cisterna d’água; a rica domus com seu chão decorado com mosaico na área de Villa San Pancrazio.

Teatro Antigo de Taormina, Sicília

Ruínas do Teatro Antigo de Taormina.

O monumento mais espetacular da Sicília Antiga

O monumento mais majestoso e celebrado nas “memórias” emblemáticas da Sicília Antiga é próprio o Teatro, cuja cávea foi recavada e talhada na lateral da colina. A primeira instalação, de idade helênica, remonta, provavelmente, ao século III a.C.: a este pertencem alguns trechos de muro em blocos quadrados ainda visíveis sob a cena, algumas inscrições gregas nos assentos de calcário da cávea e, sobretudo,  a base de um pequeno templo no belvedere acima da cávea.

Já à época do Imperador Romano Augusto, remontam, provavelmente, a reestruturação e o ampliamento do edifício, o qual pode ser datado na primeira metade do II século a.C.: com um diâmetro máximo de 109 m (e uma orquestra de 35 m de diâmetro) e a capacidade da cávea que devia chegar a cerca de 10.000 espectadores, ele era, por dimensões, o segundo teatro da Sicília depois daquele de Siracusa.

Teatro de Taormina, Sicília

Trabalhadores que montam o palco para os eventos que são realizados no teatro.

Cenas de teatro

As grandes aberturas da cena enquadravam e “inseriam” no espetáculo o grandioso panorama da costa com o pico do Etna no fundo. Nos lados ocidental e oriental da cena, havia duas amplas e grandiosas salas com abóbadas (versurae) para a confluência do público.

Em tardia Idade Imperial Romana, o abandono das representações cênicas com o uso quase exclusivo do teatro para combates de gladiadores com animais ferozes, etc., levou a uma efetiva transformação do edifício em anfiteatro: a orquestra virou, assim, uma rena através da substituição dos degraus da ordem inferior com um corredor com abóbada através do qual se chegava a um Hipogeu. No centro da arena eram colocados instrumentos e “máquinas” para o espetáculo e, talvez, as gaiolas dos animais.

Na Idade Média, parte do teatro (o edifício cênico e as duas grandes salas laterais) vem usado como palácio residencial.

Dispensa legenda. No fundo, o Etna, que entrou em erupção há poucos dias. #viagemnaitalia

Una foto pubblicata da Viagem na Itália (@viagem_italia) in data:


Leia também:

Dicas da Sicília

História do teatro na Roma Antiga

História do anfiteatro romano e do Coliseu de Roma


Informações para visitar o Teatro Antigo de Taormina (Teatro Antico di Taormina), Sicília


Via del Teatro Greco, 1. Taormina.

 Horários

Janeiro: 9 h à 16 h

1º a 15 de fevereiro: 9 h à 16 h / 16 a 28 de fevereiro: 9 h à 16h30

1º a 15 de março: 9 h à 17 h / 16 a 31 de março: 9 h à 17h30

Abril: 9 h à 18h30

Maio a agosto: 9 h à 19 h

1º a 15 de setembro: 9 h à 18h30 / 16 a 30 de setembro: 9 h à 18 h

1º a 15 de outubro: 9 h à 17 h30 / 16 a 31 de outubro: 9 h à 17 h

Novembro e dezembro: 9 h à 16 h

Ingressos

Inteiro: 10 euros / Reduzido: 5 euros

 Aceitam cartão de crédito. Eu comprei meu ingresso com cartão.


Escute o audioguia em italiano sobre o Teatro de Taormina (by Izi.Travel: the storytelling platform)


Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Lojinha da Sicília


* Texto baseado no original em italiano do site da Região Sicilia.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a nossa newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: