Dicas de Santarcangelo di Romagna, província de Rimini


Dicas de Rimini e arredores

Santarcangelo di Romagna (Santarcangelo de Romanha, em português), é uma cidadezinha da província de Rimini, região Emília-Romanha (Emilia-Romagna), formada por uma área moderna e um burgo medieval, este último o seu verdadeiro charme.

Santarcangelo di Romagna, Rimini

Castelo Malatestiano, propriedade privada da família Colonna.

Santarcangelo tem praças silenciosas, vielas que fazem ziguezague pelo seu burgo histórico e escadarias pitorescas, todos ótimos lugares para fotografar esse pedaço de Itália que é fora do turismo de massa, exclusivo de alguns visitantes que conhecem a cidade e, certamente, ficam fascinados pelo seu encanto medieval.

Dicas de Santarcangelo di Romagna, província de Rimini

Arco, praça e museus

Em cerca de quatro horas,  você consegue explorar os pontos de interesse do centro histórico santarcangiolese. Eis os principais:

Arco Triunfal: Construído em 1772-1777 por Cosimo Morelli, esse arco homenageia Papa Clemente XIV – Giovanni Vincenzo Antonio Ganganelli – que nasceu em Santarcangelo em 1705. Atrás do Arco Triunfal, que serve como entrada solene de todo o centro histórico, abre-se a Praça Ganganelli.

Piazza Ganganelli (Praça Ganganelli): É a praça principal da cidade, onde podemos admirar a fachada do Palácio do município e o edifício das escolas municipais, estas construídas numa área onde antes existia uma igreja gótica dedicada a São Francisco (demolida no fim do século XIX).

No centro da praça, está o monumento de bronze dedicado aos mortos, realizado por Bernardino Boifava (1926).

Santarcangelo-di-romagna-rimini

Via Rino Molari.

: Às sextas-feiras de manhã é realizada a feira da cidade na Praça Lodovico Marini, a qual é delimitada por um longo pórtico.

Um burgo fora do turismo de massa

MET – Museo degli Usi e Costumi della Gente di Romagna: Museu dedicado à identidade cultural e às tradições dessa parte da Romanha. O museu é dividido em 15 seções e tem uma rica documentação sobre história, economia, língua e tradições camponesas e artesanais da região.

É dotado de uma biblioteca altamente especializada (cerca de 4.000 volumes) e de hemeroteca.

Via Rino Molari: Essa rua leva até a uma pracinha onde há uma escadaria que sobe em direção à parte medieval de Santarcangelo di Romagna. Depois do primeiro lance de escadas, vire à esquerda (Via Cesare Battisti) para ver os edifícios neoclássicos dos açougues, e onde está o órgão de turismo da cidade, e das peixarias, ambos projetados na primeira metade do século XIX.

Santarcangelo di Romagna, Rimini

No burgo medieval de Santarcangelo di Romagna.

Um “mangano” do século XVII que ainda funciona

Entre os dois edifícios, no número 15, está a Antica Tontoria Marchi, um ateliê de impressão sobre tela onde, desde o século XVII, utilizam-se os mesmos antigos métodos artesanais. No seu interior, é possível ver em funcionamento até hoje o grande “mangano” (calandra) do século XVII, um dos pouquíssimos ainda existentes no mundo.

Prosseguindo por Via Battisti, chega-se ao Esferistério do século XIX (área para o jogo de bola ou jogo de pela e usada ainda hoje), ao lado dos muros da cidade, edificados por Sigismondo Malatesta (1447). Ao lado do Esferistério está um jardim, com o famoso chafariz “Il prato sommerso” de Tonino Guerra, poeta e cenógrafo santarcangiolese.

No mundo do poeta Tonino Guerra

Museu Permanaente “Nel mondo di Tonino Guerra: Nesse museu estão expostas diversas obras pictóricas de Tonino Guerra, um grande artista nascido nessa cidade romanhola.

Santarcangelo di Romagna, Rimini

O antigo “mangano” (calandra), único no mundo.

Igreja Colegiada (Chiesa Collegiata): É um dos edifícios do século XVIII mais importantes da província de Rimini, construído entre 1744 e 1758 por Giovan Francesco Buonamici, arquiteto da catedral de Ravenna. Tem un interior magnífico e refinado.

Subterrâneos: Santarcangelo di Romanga tem cerca de 150 grutas, na parte oriental da Colina Júpter. Para visitá-los, entre e contato diretamente com o escritório de turismo da cidade neste site.


Leia minhas outras DICAS DE RIMINI E ARREDORES.


O que ver em Santarcangelo di Romagna: subindo as ruazinhas em direção ao burgo medieval


Museu do Botão: Primeiro e único botão da Itália, vale a pena visitá-lo, mesmo para quem não entende nada desse acessório de moda. Já dediquei um post ao Museu do Botão de Santarcangelo de Romanha.

Castelo Malatestiano: Pertence à antiga família nobre Colonna. Atualmente o castelo está fechado para restauro.

Piazzetta delle Monache: Uma das praças mais bonitas da cidade. Nessa praça está o MUSAS – Museo Storico Archeologico -, no Palácio Cenci, o Palácio do Monte di Pietà, com um lindo pórtico de três arcos sobre colunas, e o Mosteiro de Santa Catarina e Santa Bárbara, cuja igreja, construída em base aos desenhos de Francesco Bibiena (1738), ficou incompleta.

Via di Porta Cervese: Rua que leva à única das duas portas medievais ainda existente.

Santarcangelo di Romagna, Rimini

Santarcangelo di Romagna, Rimini.

Uma viagem no passado

Via della Cella: Rua que leva ao coração das “Contrade alte”: Passada a antiga porta do “Campanário Velho”, um pouco mais em lá está a “Celletta Zampeschi” (uma igrejinha do século XVI que foi reconstruída).

Via del Campanone: Conduz a uma outra praça famosa de Santarcangelo di Romagna: Piazzetta Galassi, onde está a Torre do Campanário (25 m), realizada em 1893 e que virou um dos símbolos urbanos. À noite, a Torre do Campanário serve como ponto de referência para todo o interior circunstante.

Santarcangelo-di-romagna-rimini

Gruta monumental pública de Santarcangelo de Romanha.



Como chegar a Santarcangelo di Romagna saindo de Riccione

De trem: Há trens regionais entre Riccione e Santarcangelo di Romagna. A viagem dura cerca de 25 minutos com o trem direto.

De carro: Se preferir ir a Santarcangelo de carro (25 km), aproveite e alugue um carro com nosso parceiro RENTAL CARS pelos melhores preços aqui.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália


Lojinha de Riccione, Rimini e arredores


* Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a nossa newsletter mensal.

Comentários

  1. […] na Itália existe o primeiro e único Museu do Botão, mais precisamente em Santarcangelo di Romagna, província de Rimini. Visitei-o duas vezes e fiquei impressionada com o seu acervo de cerca de […]

  2. […] das grutas de Santarcangelo di Romagna. Nessas grutas foi encontrado um antigo templo dedicado a Júpiter (Giove, em italiano), daí o […]

  3. […] o jantar, fomos visitar o burgo medieval de Santarcangelo de Romanha, sempre na província de Rimini. Fizemos um passeio guiado noturno pelo centro histórico para […]

Deixe seu comentário ☺

error: