🔶 Roma insólita: o racionalista bairro EUR e o eclético quarteirão Coppedè


Dicas de Roma, Vaticano e arredores

Depois do meu post sobre Roma Contemporânea, eis-me aqui para mostrar aos queridos leitores dois lugares também não muito frequentados pelos turistas, mas que merecem uma atenção pra lá de especial: o bairro EUR, com sua arquitetura racionalisata, e o quarteirão Coppedè, pelo seu estilo arquitetônico eclético.

Dicas de uma Roma insólita: bairro Eur e quarteirão Coppedè


Lago do EUR, bairro romano

O lago artificial do bairro EUR. No dia que o visitei, havia uma competição internacional de caiaque.

Arquitetura racionalista no EUR

Construído para sediar a Exposição Universal, a qual deveria ter sido realizada em Roma para celebrar o vigésimo aniversário da Marcha Fascista na cidade (1922), o bairro EUR, que dessa exposição herdou o nome, é famoso pela sua arquitetura inspirada na ideologia fascista.

O elemento símbolo desse modelo arquitetônico é o “Coliseu Quadrado”, como é conhecido o Palácio da Civilização Italiana (chamado também de Palácio da Civilização do Trabalho), uma obra inspirada na arte metafísica.

Igreja dos Santos Pedro e Paulo, EUR, Roma

Igreja dos Santos Pedro e Paulo em estilo racionalista.

Prédios da administração pública e residenciais

Mas há outros edifícios de arquitetura fascista presentes no EUR, como o Palácio “dei Ricevimenti e dei Congressi”, a Igreja dos Santos Pedro e Paulo, a estrela intitulada a Guglielmo Marconi, o Museu da Civilização Romana, o Museu Nacional Pré-Histórico Etnográfico Luigi Pigorini e tantos outros.

Igreja de São Pedro e de São Paulo, bairro EUR, em Roma

Detalhe da entrada principal da Igreja dos Santos Pedro e Paulo, no EUR.

Atualmente o EUR, além de ter prédios públicos e privados, é também um bairro residencial bem estruturado e com um cotidiano agitado.

Coliseu Quadraro no EUR, Roma

Coliseu Quadrado, EUR.

Leia mais dicas de Roma, Vaticano e arredores

Gino Coppedè, o arquiteto que deu nome a este cantinho eclético em Roma

Gino Coppedè, arquiteto do quarteirão homônimo, Roma

Quarteirão Coppedè, centro de Roma.

No coração de Roma, bem perto do centro histórico, está um dos quarteirões mais característicos da cidade. Na verdade, é um pedacinho de Roma que mistura arte Liberty, Art Decò, com elementos de arte grega, gótica, barroca e medieval.

O quarteirão Coppedè é composto por 26 edifícios e 17 palacetes que estão situados entre as avenidas Salaria e Nomentana.

Coppedè, quarteirão em Roma

Fontana das Rãs, onde os Beatles se jogaram de roupa e tudo.

A Art Decò na arquitetura de Coppedè

Um grande arco que liga dois edifícios, ricamente decorado e com um grande lustre de ferro batido, serve de porta de entrada ao quarteirão, o qual foi realizado entre 1913 e 1926 pelo arquiteto eclético Gino Coppedè, do qual herdou o nome.

A Praça Mincio é o coração de Coppedè, com a linda Fontana das Rãs: esta é decorada, justamente, com 12 rãs, e também é famosa pelo banho que os Beatles ali tomaram, de roupa e tudo, após um show que fizeram na vizinha discoteca Piper.

Arco de Coppedè, Roma

O arco de entrada em Coppedè.

Cenografia para vários filmes

A praça é circundada por construções diferentes em forma e dimensão, sendo duas delas as mais relevantes: Palazzina del Ragno, de inspiração assírio-babilonês, que se diferencia por uma grande aranha na sua fachada, e o Villino delle Fate, caracterizado por uma total assimetria, com arcos e frisos medievais, e realizado com a fusão de diferentes materiais, como o mármore, o laterício, o travertino, a terracota e o vidro.

Palacetes em Coppedè, Roma

Palacetes do quarteirão Coppedè.

A dimensão quase fantástica desse lugar insólito romano inspirou mais de um filme: o quarteirão Coppedè conquistou o diretor de cinema Dario Argento, que o usou como cenografia em dois dos seus mais famosos longa metragens: “Inferno” e “L’uccello dalle piume di cristallo”.

Outros filmes também foram rodados em Coppedè, como “Il profumo della signora in nero” de Francesco Barilli, “Ultimo tango a Zagarolo”de Nando Cicero e “Audace colpo dei soliti ignoti” de Nanni Loy com Vittorio Gassman.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália


*Fonte: Turismo Roma Capitale.

**Este post faz parte do Projeto #experienceRome.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: