Museus Vaticanos: Apartamento privado e Palácio Papal de Castel Gandolfo


Dicas de Roma, Vaticano e arredores / Museus

Desde outubro de 2016, os turistas que visitam Roma e arredores têm mais uma nova opção de museu: o Apartamento Pontifício do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo. Papa Francisco decidiu que não irá usar o Palácio como residência oficial de verão e resolveu abrir as portas de um dos lugares mais secretos de lá: o Apartamento Pontifício.

Assim, quem visitará os Jardins Barberini e/ ou a Galeria de Retratos dos Papas no Palácio Apostólico de Castel Gandolfo, agora também poderá ver os aposentos íntimos dos antigos papas.

Aqui e agora: Conhecendo este burgo, um dos mais bonitos da Itália, onde fica a residência de verão dos Papas.

Una foto pubblicata da Viagem na Itália (@viagem_italia) in data:

Palácio Papal de Castel Gandolfo com o Apartamento privado do Papa: a mais nova opção dos Museus Vaticanos


Apartamento do Papa no Palácio Apostólico de Castel Gandolfo

Visão de uma parte do quarto de dormir do Papa, o qual é aberto ao público pela primeira vez na sua história. Foto:  Ansa/ Alessandro di Meo.

O apartamento pontifício, que tem uma visão do lindo Lago de Albano, fará parte dos Museus Vaticanos.

Como explica um comunicado da Sala de Imprensa Vaticana, amplia-se, assim, o espaço de visitação das Vilas Pontifícias: os Jardins de Villa Barberini podem ser vistos desde 2014; a Galeria de Retratos dos Pontífices foi aberta em 2015 e, agora, os cômodos usados pelos papas como retiro de verão.

Será possível visitar o Apartamento Pontifício todos os dias, exceto aos domingos (veja abaixo o calendário de abertura de 2017).

Nesse apartamento papal, morreram o Papa Pio XII, em 1958, o beato Paulo VI, em 1978, e onde se retirou, na tarde de 28 de fevereiro de 2013, o Papa Emérito Bento XVI.

Lugares exclusivos do Palácio Papal agora são abertos ao público

Abertura do Palácio do Papa em Castel Gandolfo, Roma, Itália

Escrivaninha do Papa. Foto: Ansa/ Alessandro di Meo.

São vários os lugares exclusivos da residência que Papa Francisco oferece aos visitantes.

Primeiramente, o quarto de dormir, onde o antigo arquiatra pontifício, ou seja, o médico do papa, Riccardo Galeazzi Lisi, “fotografou” Pio XII em seu leito de morte e vendeu as fotos à imprensa daquela época, e, como era de se esperar, foi demitido do Vaticano e expulso da Ordem dos Médicos.

Próprio sobre a cama do Papa, durante a perseguição hebraica, várias hebreias deram à luz sob proteção de Pio XII. Esse papa escondeu no Palácio Apostólico não somente as mulheres judias, mas também as suas famílias da fúria nazista.

Residência Papal de Castel Gandolfo, Roma

Fachada externa de uma parte do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo.

Papa Francisco e Papa Bento XVI juntos, em Castel Gandolfo, em 2013

Visão do Apartamento Papal do Palácio Apostólico, Castelgandolfo

Capela privada do Papa dedicada à Nossa Senhora de  Czestochowa. Foto: Ansa/ Alessandro di Meo.

Foi aqui que Francisco e Bento XVI rezaram juntos, ajoelhados, no primeiro encontro deles após a fumaça branca de 13 de março de 2013.

Também serão abertos ao público a biblioteca, o pequeno escritório do Papa e os dois ambientes reservados ao secretário particular e ao secretário adjunto.

Além disso, será também aberto o Salão dos Suíços, chamado assim porque, antigamente, era aqui que vinha composta a guarda armada que, desde 1506, presta serviço ao Papa, e, por fim, a Sala do Consistório.


Calendário de abertura  do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo em 2017

Palácio Apostólico de Castel Gandolfo em 2017


Leia também minhas dicas de Roma, Vaticano e arredores


Como ir de Roma para Castel Gandolfo

De trem: Pegue o trem regional que sai da Estação Roma Termini para Castel Gandolfo. A viagem dura quarenta e cinco minutos.

Da estação para o burgo será necessário fazer uma caminhada em subida. São cerca de quinze minutos a pé. A vista vale o esforço.

De carro: Castel Gandolfo está a 24,5 km de Roma. Aproveite e alugue seu carro com nosso parceiro RentalCars pelos melhores preços e sem acréscimo.

Ingressos para visitar o Palácio Apostólico de Castel Gandolfo

As entradas do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo são todos vendidos direto e exclusivamente no site dos Museus Vaticanos.

Horários de abertura em 2017: confira o calendário acima.

Atenção!

Atualmente esta visita não está disponível para pessoas em cadeira de rodas ou com problemas de locomoção;

O acesso será permitido somente a pessoas vestidas em modo decoroso;

Não há serviço de guarda-volumes, portanto não é permitido entrar com malas, pacotes, etc., somente com mochilas pequenas;

Só é permitido entrar com guarda-chuva de pequenas dimensões, sendo proibidos aqueles pontiagudos e de média ou grande dimensão, assim como bastões (somente para deficientes), bastão de selfie, tripé para máquina fotográfica e filmadora;

Garrafas somente de plástico e não é possível consumir alimentos durante a visita;

Fotografias sem flash.


Veja as regras de visitação dos Museus Vaticanos e Capela Sistina.


Castel Gandolfo, refúgio dos papas durante o verão

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Serviços turísticos no Vaticano, Roma e arredores


* Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: