Museu de Ara Pacis em Roma: homenagem ao Imperador Augusto


Dicas de Roma, Vaticano e arredores / Museus

Conheci o Museu de Ara Pacis em Roma, o qual foi construído em homenagem ao Imperador Romano Augusto, em ocasião da mostra Genesi: Fotografie di Sebastião Salgado.

Já fazia um tempo que eu tinha vontade de conhecer esse museu, então uni o útil ao agradável e visitei o Altar da Paz Augusta e também apreciei as maravilhosas fotografias de Salgado.

Dedicada ao Imperador Augusto, cujo bimilenário de sua morte foi comemorado em 2014, o Museu de Ara Pacis está localizado no Campo Marte, em frente ao Rio Tibre.

Museu de Ara Pacis em Roma

Em frente ao Altar da Paz Augusta = Ara Pacis Augustae.

Museu de Ara Pacis em Roma: contexto histórico

Horologium ou Solarium Augusti

A construção deste altar, decidida pelo Imperador Otaviano, foi realizada na parte setentrional do Campo Marte, uma vez que esta área era perto da fronteira entre o sacro da cidade, onde, quinze anos antes, este imperador tinha mandado construir o seu Mausoléu, e então, sob o título de Augusto, decidia edificar, contemporaneamente ao Altar da Paz, o grande relógio solar que teria o seu some: Horologium ou Solarium Augusti.

Museu de Ara Pacis em Roma

O grego Strabone falou da sacralidade do Campo Marte setentrional, marcado então pelo Mausoléu e pelo ustrinum (tipo de crematório), onde, em 14 d.C., foram queimados os restos mortais do príncipe. A sudeste do Campo Marte surgiam o Relógio (Horologium) e o Altar da Paz (os quais não foram descritos por Strabone), os quais delimitavam a área do Campo dedicada à memória de Augusto.

Esquecimento do Altar da Paz

Com o passar do tempo, a área em torno do Altar ficou comprometida pelo alçamento do terreno e até procuraram levantar um muro que protegesse o monumento, porém nada adiantou conter o processo de enterração de toda a área.

Assim, por mais de um milênio, este altar ficou completamente esquecido até que, no século XVI, teve início a sua recuperação com escavações.

Museus Capitolinos em Roma.

Imperador Augusto, ou Otaviano, cujo nome completo era Gaio Giulio Cesare Ottaviano Augusto. Primeiro imperador romano, nasceu em Roma em 23 de setembro de 63 a.C. e faleceu em Nola em 19 de agosto de 14 d.C. Foto: Wikipedia.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Museu de Ara Pacis em Roma

Detalhe dos relevos da parte externa do altar: embaixo, decorações vegetais, em cima, cenas mitológicas. Esses dois tipos de decorações, parte inferior e superior do altar, são separados por uma faixa com temática suástica, a qual foi completamente reconstruída.

Os 2000 anos do nascimento do Imperador Augusto

Muito tempo se passou depois da descoberta do Altar da Paz no século XVI. Devido a problemas técnicos em 1903, decidiram interromper as escavações por receio de se desestabilizar o palácio, mesmo após terem explorado mais da metade do monumento e recuperado 53 fragmentos.

Finalmente, em fevereiro de 1937, em vista das comemorações pelos 2000 anos do nascimento de Augusto, o Conselho dos Ministros decidiu retomar as escavações utilizando técnicas modernas para a sua exploração.

Museu de Ara Pacis em Roma

Imagem aérea do pavilhão do Altar da Paz. Foto tirada em Roma em 23 de setembro de 1938. Crédito: Site do Museo dell’Ara Pacis.

Entre junho e setembro de 1938, ao mesmo tempo em que as escavações eram feitas, o pavilhão era realizado, e nele seria guardada a reconstrução do Altar da Paz no Lungotevere.

Em 23 de setembro do mesmo ano, no dia de fechamento do ano augusto, Mussolini inaugurou o monumento.

Museu de Ara Pacis em Roma

Algumas esculturas da época do Império Romano.


 Informações sobre o Museu de Ara Pacis em Roma


 Lungotevere in Augusta (esquina com Via Tomacelli), centro de Roma.

Horário de abertura

Todos os dias, das 9h30 às 19h30 (a bilheteria fecha uma hora antes).

24 e 31 de dezembro: das 9h30 às 14 h.

1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro: fechado.

Preços

Museu de Ara Pacis: 10,50 euros (inteiro) e 8,50 euros (reduzido).

Museu de Ara Pacis + Mostra HOKUSAI. Sulle orme del Maestro (12/10 a 14/02/18): 17 euros (inteiro) e 13 euros (reduzido).

O ingresso é reduzido para quem tem Mastercard, Roma Pass 72 h (a partir do terceiro ingresso) e Roma Pass 48 h (a partir do segundo ingresso).

Entrada gratuita: Crianças até 6 anos, para quem tem o Roma Pass 72 h (primeiros dois ingressos),  Roma Pass 48 h (primeiro ingresso) e deficientes físicos com acompanhante.

Para mais informações, visite diretamente o site Museo dell’Ara Pacis (italiano, inglês, espanhol e francês).

Assista a este vídeo sobre o Museu de Ara Pacis, Roma


Leia minhas outras dicas de Roma, Vaticano e arredores.


Lojinha de Roma, Vaticano e arredores


* Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. Excelente descrição 🙂 – Vamos seguir o blog 😉

  2. […] da visita guiada (vide informações abaixo). Esse sítio arqueológico é de época augustea (Imperador Augusto) e é um dos mais importantes do mundo no quesito cisternas romanas. Certamente é uma visita […]

  3. […] do Imperador Augusto, muitos outros imperadores romanos deixaram suas marcas nos Foros Imperiais ao construírem seus […]

  4. […] à época do Imperador Romano Augusto, remontam, provavelmente, a reestruturação e o ampliamento do edifício, o qual pode ser datado […]

Deixe seu comentário ☺

error: