🍨 Pecado da gula: as melhores sorveterias da Itália segundo o guia Gambero Rosso


Gastronomia italiana

Mais um título ganha espaço na longa lista dos guias gastronômicas do Gambero Rosso. Depois de restaurantes, vinhos, óleos, bares, confeitarias, pizzarias e street food, o novo volume tem como foco, para fazer um censimento e análise, as melhores expressões de um dos produtos-símbolo do Made in Italy, objeto, nos últimos anos, de um verdadeiro renascimento: o sorvete (gelato, em italiano).

É o emblema do pecado de gula ao qual se entregar sem culpa, pois o sorvete é uma daquelas especialidades saborosas e irresistíveis, reconhecida entre as glórias do Made in Italy.

Melhores sorveterias da Itália segundo o guia gastronômico Gambero Rosso

Pecado da gula: as melhores sorveterias da Itália segundo o Gambero Rosso

O renascimento do sorvete (gelato)

A ótima notícia é que nos últimos anos o setor está vivendo um tipo de renascimento, um fermento que envolve esse mundo assim heterogêneo, feito de sorveterias históricas, de confeitarias que sempre ou só recentemente passaram a oferecer o sorvete ao lado dos produtos clássicos, além de novas realidades que surgiram graças a jovens entusiasmados e preparados ou de profissionais à procura de uma oportunidade para se reinventar sob o conceito de qualidade.

Um universo que muda e evolui continuamente criando tendência e inovação (como experimentos em sorvete gastronômico ou no de azoto) e satisfazendo um público sempre mais consciente e exigente: estamos falando do sorvete “sem” – glúten, ovo, lactose – do vegano, com baixo conteúdo de açúcar, à base de ingredientes biológicos ou a km 0, ou realizados com adensantes ou emulsionantes totalmente naturais.

Sorvete artesanal italiano (gelato)

O sorvete artesanal

Assim, cada vez mais ouvimos falar de sorvete artesanal, um termo que, se de um lado engloba geralmente ótimas intenções e resultados, do outro esconde não poucas arapucas. A falta de uma legislação ad hoc que os circunscreva e delineie de forma precisa os parâmetros deixa lacunas bem largas ao conceito de “sorvete artesanal”, e as propostas de lei até hoje apresentadas ainda não resolvem essa situação.

Portanto, nem sempre tudo o que reluz é ouro e pode acontecer que essa etiqueta, assim obscura, esconda mais propriedades de um produto declaradamente industrial.

E é por esse motivo que o Gambero Rosso decidiu acender os refletores sobre o setor com a publicação do primeiro guia, com várias análises e prêmios especiais, dedicado às melhores sorveterias italianas e aos melhores mestres sorveteiros, aqueles que honram a grande tradição da arte fria com verdadeiras obras de arte do sabor.

O guia Gambero Rosso das melhores sorveterias da Itália

Os parâmetros usados para a análise por parte dos inspetores do Gambero Rosso estão expostos nas primeiras páginas do guia, e também aqui, no Vademecum dell’Assaggiatore di Gelato, e partem dos aspectos referentes ao lugar da própria degustação que envolve todos os cinco sentidos.

Dos mais de 37.000 estabelecimentos presentes na Itália, no guia Gelaterie d’Italia 2017, realizada com Orion, entram menos de 300 endereços, analisados com uma pontuação que vai de zero a três cones segundo o nível de excelência obtido.

Desses, somente 36 ganharam os Três Cones – são pouquíssimos, é verdade – mas o objetivo é estimular o debate, valorizar os profissionais sérios e promover o crescimento do setor futuramente.


Sob a curadoria de Marina Savoia

Gelaterie d’Italia | Gambero Rosso, 2017 | pp. 208, 8,90 euro | já disponível online. O guia impresso estará disponível nas livarias e bancas de jornais a partir de março de 2017.


Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

As sorveterias premiadas com Três Cones 🍦🍦🍦


PIEMONTE

Canelin – Acqui Terme [Al]

Alberto Marchetti – Turim

Mara dei Boschi – Torino Ottimo! Buono non basta – Torino
Soban – Valenza [Al]

LIGÚRIA

Cremeria Spinola – Chiavari [Ge]

Profumo – Gênova

LOMBARDIA

La Pasqualina – Almenno San Bartolomeo [Bg]

Paganelli – Milão

Pavé – Gelati & granite – Milão

Chantilly – Moglia [Mn]

L’ Albero dei gelati – Monza

Dica  em Milão:  Excursão culinária a pé.

VÊNETO

Golosi di natura – Gazzo [Pd]

Zeno Gelato e Cioccolato – Verona

FRIULI VENEZIA GIULIA

Scian l’insolito gelato – Cordenons [Pn]

Fiordilatte – Udine

EMÍLIA-ROMANHA

Cremeria Santo Stefano – Bolonha

Cremeria Scirocco – Bolonha

Stefino – Bolonha

Bloom – Modena

Ciacco – Parma

Cremeria Capolinea – Reggio Emilia

Sanelli – Salsommaggiore Terme [Pr]

TOSCANA

Carapina Gelateria della Passera- Florença

Chiccheria – Grosseto

De’ Coltelli – Pisa

Dondoli – San Gimignano [Si]

Aprenda a fazer Pizza & Gelato em Florença.

MARCHE

Gelateria Cioccolateria Paolo Brunelli – Senigallia [An]

LÁCIO
Gretel Factory – Formia [Lt]

Gelateria dei Gracchi – Roma

Otaleg! – Roma

CAMPÂNIA

Di Matteo – Torchiara [Sa]

Cremeria Gabriele – Vico Equense (Na)

BASILICATA

Emilio – Maratea [Pz]

SARDENHA

Bar Centrale Gelateria Pizzeria – Marrubiu [Or]


PRÊMIOS ESPECIAIS PARA OS MELHORES SORVETES ITALIANOS

Melhor sorvete de chocolate

Gelateria Cioccolateria Paolo Brunelli – Senigallia (AN), região Marche.

Sabor & Saúde

Oasi American Bar – Fara Gera d’Adda (BG), região Lombardia.

Sorveterias Emergentes

Carmela Grotta – Ciocolat – Toscolano Maderno (BS), região Lombardia

Melhor sorvete gastronômico

Ricota de ovelha com flor de abóbora e anchova

Greed Avidi di Gelato – Frascati (RM).


Leia também: Gastronomia na Itália.



*Fonte: Site do Gambero Rosso.

**Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer.

Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: