🎬 Filmes sobre Michelangelo Buonarroti


Cinema

Depois do grande sucesso de “Caravaggio – A Alma e o Sangue”, foi exibido nos cinemas italianos outra maravilhosa produção cinematográfica sobre arte.

De 04 a 10 de outubro de 2018, estreou “Michelangelo – Infinito”, um filme dedicado ao gênio da arte universal – Michelangelo Buonarroti – e às suas obras imortais e “infinitas”.

Filmes sobre Michelangelo Buonarroti. Michelangelo. Infinito


Filmes sobre Michelangelo Buonarroti

Afresco de Michelangelo, na Capela Sistina.

Um projeto realizado com os Museus Vaticanos e Vatican Media, com o reconhecimento do Ministério Italiano dos Bens Culturais e Turismo – Direção Geral Cinema, e a colaboração do Conselho Regional da Toscana, o patrocínio da cidade de Florença e da cidade de Carrara.

O filme traça um retrato entusiasmante e de forte impacto emotivo e visivo do homem e do artista Michelangelo, de um lado esquivo e inquieto, capaz de fortes constrastes e de paixões, mas também de grande coragem ao sustentar as próprias convicções e ideologias.

A narração cinematográfica engloba a sua vasta produção artística, dentre esculturas, pinturas e desenhos, com filmagens espetaculares em ultradefinição (4K HDR) e com pontos de vista inéditos e exclusivos, além de surpreendentes reconstruções feitas por meio de efeitos digitais sofisticados.

Michelangelo Buonarroti e Giorgio Vasari

Davi, Galeria da Academia, Florença.

Enrico Lo Verso é o ator que interpreta Michelangelo Buonarroti, enquanto Ivano Marescotti interpreta Giorgio Vasari.

A narração do filme é feita por esses dois protagonistas: Michelangelo Buonarroti e Giorgio Vasari.

Dentro de um limbo ambientado nas cavas do célebre mármore de Carrara, Michelangelo traz à lembrança os principais fatos da sua vida e seus tormentos mais íntimos.

Filmes sobre Michelangelo Buonarroti. Michelangelo. Infinito.


Leia também: Cinema na Itália.


Obras imortais e “infinitas”

Já é Giorgio Vasari a contar a dimensão histórico-artística, um narrador qualificado, apaixonado e conhecedor da vida e das obras de Michelangelo.

As lembranças dos dois protagonistas conduzem o espectador pelo “mundo” de Michelangelo através de reconstruções históricas envolventes até chegar ao centro do filme: suas obras imortais e infinitas.

O filme foi distribuído nos cinemas italianos por Lucky Red. A distribuição internacional é de True Colors.

Trailer de Michelangelo. Infinito


Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Filmes sobre Michelangelo Buonarroti. Michelangelo. Amor e morte


Em 19, 20  e 21 de junho de 2017, foi exibido nos cinemas italianos o filme-documentário de David Bickerstaff, que dirigiu Vincent Van Gogh – Um novo modo de ver, o qual nos leva a conhecer a vida e as obras do gigante do Renascimento italiano: Michelangelo Buonarroti.

Filme Michelangelo. Amor e morte.

La Pietà, de Michelangelo, Basílica de São Pedro, Vaticano. Foto: Wikipédia.

Homem de uma energia infinita, obcecado pela arte, complexo, frágil, absolutamente genial. Michelangelo Buonarroti (1475-1564), filho do corregedor Ludovico di Leonardo Buonarroti Simoni, foi um dos gigantes que atravessaram a magnífica temporada do Renascimento italiano.

A sua existência tumultuada e problemática, e o seu talento excepcional fizeram dele um dos artistas mais amados de todos os tempos, autor de obras-primas como  o Davi, a Pietà, Moisés, a Capela dos Médici, a volta e o Juízo Universal da Capela Sistina, a Pietà Rondanini, etc.

Escultor, pintor, arquiteto e poeta, o artista, que nasceu em Caprese em 1475, é o protagonista desse filme-documentário com imagens excepcionais de alta definição.

Michelangelo. Amore e morte

O filme foi exibido nos cinemas italianos por somente três dias em 2017: 19, 20 e 21 de junho, propondo uma viagem cinematográfica estupenda através das obras, os museus e os lugares fundamentais da vida de Michelangelo: Florença, naturalmente, Roma e a Cidade do Vaticano.

Moisés, de Michelangelo Buonarroti.

“Moisés”, de Michelangelo, conservado em Roma.

Repercorrendo a biografia de Vasari, começa-se com a aprendizagem no ateliê de Ghirlandaio e o encontro com Lourenço, o Magnífico, no Jardim de São Marcos, um tipo de academia ante litteram onde os jovens talentos estudavam as obras e as técnicas artísticas, copiando dia após dia as coleções de Arte Antiga dos Médici.

Michelangelo e seus colegas seguiam o atento estudo do corpo humano, o qual nos conta o professor de anatomia Peter Abrahams, além de vermos a relação complexa que o artista tinha com os vários e excepcionais artistas florentinos daquela época.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

O processo artístico de Michelangelo

O filme convida os espectadores a examinar intimamente as obras e o processo artístico de Michelangelo: cavas de Carrara, de onde extraiu seus mármores, como nos conta Francesca Nicoli, dos Laboratórios Artísticos Nicoli, até os segredos dos trabalhos de mais recente atribuição.

O percurso parte das obras mais antigas, como os  relevos marmóreos da Madonna della Scala e da Centauromachia, conservadas na Casa Buonarroti, a qual nos introduz o diretor Alessandro Cecchi, para depois passar a analisar o Crucifixo do Espírtio Santo, mostrando o cuidado com o qual o artista, ainda bem jovem, consegue descrever a anatomia de Cristo.

O documentário nos conduz, então, à descoberta das obras-primas pictóricas, desde Tondo Doni, na Galeria degli Uffizi, à Deposição de Cristo no Sepulcro, da National Gallery, da volta da Capela Sistina, ao Juízo Universal, e aprofunda o delicado e apaixonante tema do não acabado que caracteriza muitas obras do artista.

Os bronzes Rothschild

Dentre os lugares do filme, desponta também o Departamento de Artes Figurativas Ocidentais do Hermitage, onde se encontra o Rapaz agachado de mármore, atribuído a Michelangelo somente em época recente.

Michelangelo. Amor e morte, oferece também a possibilidade extraordinária de conhecer os bronzes Rothschild, nus viris de bronze que montam sobre duas panteras.

De propriedade dos banqueiros Rothschild, as duas esculturas foram atribuídas ao maestro e seriam os únicos bronzes  de Michelangelo que sobreviveram aos séculos, como nos explica Victoria Avery, conservadora de Artes Aplicadas do Museu Fitzwilliam, em Cambridge.

Traile de Michelangelo. Amor e morte


TOURS PRIVADOS COM GUIA BRASILEIRA AUTORIZADA

Tours em Roma e Vaticano

Tours em Bolonha

Tour temático Seguindo os passos de Rafael Sanzio na Itália

* Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Desde 2018, trabalho como guia de turismo autorizada em Bolonha, Roma e Vaticano. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. Avatar Leidiane Says: junho 6, 2018 at 5:31 pm

    Bem que podia vir pro Brasil depois!! Que máximo esse filme!

  2. Avatar Leidiane Says: junho 6, 2018 at 5:32 pm

    Tomara que venha para o Brasil!!

Deixe seu comentário ☺

error: