📽️ Filme Canaletto em Veneza. Para conhecermos os panoramas da Sereníssima


Cinema

Em ocasião da mostra Canaletto and the Art of Venice, a qual foi realizada em Londres este ano, foi exibido nos cinemas italianos o filme-evento que conduz os espectadores pela vida e obras do pintor que melhor soube captar a essência e o fascínio de uma das cidades mais amadas do mundo: Giovanni Antonio Canal, universalmente conhecido como Canaletto.

O filme é uma visita exclusiva nos lugares que conquistaram o artista veneziano através das coleções de Buckingham Palace e do Castelo de Windsor.

Filme Canaletto em Veneza: para admirarmos os panoramas da Sereníssima


Regata no Canal Grande, obra de Canaletto.

Regata no Canal Grande, 1732 (cerca).

Canaletto nasceu em outubro de 1697 em Veneza, a cidade da qual ele pintou vários panoramas e, pelo seu grande talento, conquistou a fama já no século XVIII.

A precisão da arquitetura e da perspectiva que são ressaltadas nas obras deriva da formação que, desde bem jovem, o artista adquiriu no ateliê do pai, Bernardo Canal, especializado na produção de cenografias para os teatros venezianos.

Mas Canaletto (1697-1768) foi muito mais que um excelente pintor de vistas panorâmicas, como é possível compreender estudando os seus trabalhos e comparando-os aos panoramas reais.

Obras de Canaletto na Royal Collection

Canaletto a Venezia (Canaletto em Veneza, tradução livre), foi exibido nos cinemas italianos em 27, 28 e 29 de novembro de 2017, e é um acesso único nas obras de arte de Canaletto, conservadas na Royal Collection e que muitas delas foram expostas na mostra “Canaletto and the Art of Venice”, realizada na Galeria da Rainha, em Buckingham Palace (concluída em 12 de novembro de 2017).

Além disso, o filme oferece a oportunidade de entrar nas duas residências reais oficiais – Buckinhgam Palace e Castelo de Windsor – para conhecer mais de perto o artista e o seu principal agente, Joseph Smith, cônsul britânico em Veneza que o introduziu no Reino Unido.

Filme de Canaletto em Veneza. Obra: Riva degli Schiavoni

Riva degli Schiavoni, 1730.

Ponte de Rialto, Palácio Ducal, Praça São Marcos, etc.

Os espectadores se aventuram, assim, em um Grande Tour especial, visitando os lugares amados pelos contemporâneos de Canaletto e por ele imortalizados em panoramas inesquecíveis – da Ponte de Rialto à Praça São Marcos, do Palácio Ducal à Igreja dos Santos João e Paulo -, e sendo guiados pelos curadores da Royal Collection Trust e pelos maiores especialistas do mundo sobre a história de Veneza.

Nenhum outro artista capturou a essência e o fascínio de Veneza como soube fazer Canaletto. Apesar da relação íntima do pintor com a cidade em que ele nasceu, viveu e morreu, a maior coleção de suas obras está conservada no Reino Unido, no interior da Royal Collection.

A manipulação do real por Canaletto

Em 1762, o Rei George III comprou quase todas as obras do artista, que eram da coleção de Joseph Smith. Muitas obras dessa coleção foram expostas na mostra “Canaletto and the Art of Venice” que, após Londres, chegará às grandes cidades italianas para explorar as origens da arte do artista veneziano.

Na verdade, apesar de as obras parecerem representações fidedignas de Veneza, a habilidade de Canaletto provém da sua manipulação da realidade.

O artista mudava a posição dos edifícios ou abria novos panoramas para criar a composição perfeita, partindo do real. Por isso, suas pinturas foram compradas com grande entusiasmo e colecionadas pelos protagonistas do Grande Tour.

Obras de Canaletto em Veneza: Ponte de Rialto

Capricho da Ponte de Rialto, 1746.

Panoramas imaginários de Veneza

A imaginação jocosa do pintor veneziano estendeu-se por um novo gênero artístico no qual Canaletto se destacou: o “capricho”, que converte a combinação de realidade e arquitetura inventadas em novos panoramas imaginários. Nesse sentido, Canaletto é para ser considerado um verdadeiro e próprio mestre da narração.

Dirigido por David Bickerstaff, que o escreveu juntamente com Phil Grabsky, o filme em HD e 4K é distribuído na Itália por Nexo Digital: um modo maravilhoso para visitar a mostra, já concluída, mas também uma oportunidade extraordinária de se aproximar de Canaletto e da cidade que o inspirou, participando de uma viagem na vida e na arte do famoso pintor veneziano.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Trailer do filme Canaletto em Veneza


Faça um tour privado em português em Veneza: indicado para grupos familiares e amigos.


* Fonte: Nexo Digital.

** Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais no F.A.Q do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer.

Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. Ana Beatriz Segalla Says: novembro 19, 2017 at 7:35 pm

    Maria, parabéns pela dedicação e pela suas lindas postagens. Adorei!!

Deixe seu comentário ☺

error: