Dicas em Otranto e o misterioso mosaico da sua catedral


Dicas da Puglia

O burgo antigo de Otranto, na província de Lecce, região Apúlia (Puglia, o salto da bota) tem duas características de prestígio: é um dos burgos mais bonitos da Itália e é considerado a Porta do Oriente.

Está situado na Península Salentina, em frente ao Mar Adriático, e é o município mais oriental do país. Na época do Império Romano, Otranto era uma das cidades marítimas mais importantes da Apúlia.

Tive a oportunidade de visitar Otranto duas vezes: a primeira, em 2012, e a segunda, em 2015, durante um blog tour que fiz pelo Salento.

Dicas de Otranto: um dos burgos mais bonitos da Itália


O panorama do burgo antigo de Otranto, em frente ao Mar Adriático, conquista o turista que visita o seu centro histórico, caracterizado pelas arquiteturas religiosas, o Castelo Aragonês, as vielas e as casas circundadas pela muralha, a qual tem origens nas idades messápica e romana.

Dicas em Otranto, Puglia

Placa da UNESCO que indica o burgo de Otranto como um lugar mensageiro da cultura da paz.

Dicas em Otranto, Puglia

Ruínas antigas em Otranto.

Otranto: Porta do Oriente

Como citei acima, Otranto também é chamado de Porta do Oriente devido à suas antigas relações com  o outro lado do continente europeu. E por falar em oriente, se você ainda não leu, então confira a minha postagem sobre Punta Palascìa, o ponto mais oriental da Itália.

O Castelo Aragonês, construído entre 1485 e 1498, forma com a muralha circundante um complexo único de defesa do burgo.

Dicas em Otranto, Puglia

À direita, o Castelo Aragonês. Obs.: O ponto amarelo, à esquerda, sou eu.

Dicas em Otranto, Puglia

Vista do burgo de Otranto.

Caminhando pelas vielas você vai encontrar muitas lojas de souvenir, restaurantes e algumas casas residenciais.

Dicas em Otranto, Puglia

No centro histórico.

No centro histórico do antigo burgo, está uma das maravilhas arquitetônicas não somente de Otranto, mas de todo o Salento: a Catedral de Santa Maria da Anunciação (Santa Maria Annunziata).


A Catedral de Otranto e seu misterioso mosaico

Dicas em Otranto, Puglia

Detalhe da entrada da catedral.

Não se trata simplesmente de uma mera igreja ou de um lugar bonito de culto para se visitar, mas de um extraordinário testemunho histórico da vida da cidade, um tesouro artístico de grande valor e, também,  um símbolo do cristianismo pelos acontecimentos que se sucederam dentro de seus muros.

A violenta invasão turca em Otranto

A Catedral remonta à segunda metade do ano 1000 e foi construída sobre restos antigos de construções messápicas, romanas e paleocristãs. Além disso, sofreu vários saques, foi várias vezes destruída e reconstruída.

Certamente, o episódio mais marcante da sua história foi a invasão turca de 1480, durante a qual foi escrita uma das páginas mais tristes da cidade: dentro da catedral, infelizmente, foram massacrados fiéis e membros do clero que ali dentro se refugiaram para escapar do ataque.

O lugar cristão foi transformado em mesquita e os tesouros artísticos foram destruídos até quando a igreja e a cidade foram liberadas sob o comando dos Aragoneses.

Dicas em Otranto, Puglia

Órgão e afresco na Catedral de Santa Maria da Anunciação.

Arquitetura da Catedral

A estrutura da catedral tem planta basilical e o seu interior oferece um verdadeiro espetáculo arquitetônico e artístico. Tem três naves (a nave central e o presbitério tem um teto com detalhes de madeira e decoração dourada), pinturas, órgãos, seis altares e colunas coríncias.

No fundo da nave direita, está a Capela dos Mártires. É uma parte da igreja dedicada à lembrança do histórico extermínio dos Mártires de Otranto, isto é, os 800 moradores que, em 1480, foram massacrados pelos turcos por não terem negado a própria fé cristã.

Triste ver os restos expostos, os ossos e a “pedra do martírio” sobre a qual, provavelmente, as pessoas foram assassinadas.

O verdadeiro tesouro da catedral é o mosaico do chão: uma obra de arte de valor preciosíssimo e de grande significado.

Dicas de Otranto: mosaico da catedral

Parte do mosaico da catedral. Foto: Terre d’Otranto.it

A Árvore da Vida

A obra, realizada pelo monge Pantaleone e concluída em 1165, representa a “Árvore da Vida” e as passagens contadas no Antigo Testamento que narram o caminho que o homem desenvolve para se livrar do pecado e procurar a salvação eterna. Os protagonistas do mosaico são Adão e Eva, mas há também outros personagens bíblicos e vários animais, cada um com seu próprio valor simbólico.

Dicas em Otranto, Puglia

Interior da Catedral de Santa Maria da Anunciação.

Rei Artur e Alexandre Magno

Há referências mitológicas e históricas como aquelas de Rei Artur e Alessandro Magno. Também é muito interessante a representação dos doze meses do ano, na qual é dedicada uma parte circular e as fadigas relativas às estações do ano.

Uma primeira particularidade do mosaico é próprio o fato de ele ter a assinatura do seu próprio autor, em relação à entrada principal, fato completamente exdrúxulo para a época e devido, provavelmente, ao privilégio de se querer agradecer o artista pela sua esplêndida obra de arte.

Quanto aos animais: há elefantes que sustentam as raízes da árvore, símbolo da força moral, da humanidade que luta entre o bem e o mal. Aos roedores è atribuída a alegoria da vida, os cavalos, pelo contrário, simbolizam a paixão dos sentidos que o homem pode conseguir controlar ou não.


Leia também minhas outras dicas da Puglia.


Dicas em Otranto, Puglia

Catedral de Santa Maria Annunziata.

A cripta do século XI

A parte mais antiga da catedral é a cripta, construída no século XI e que representa uma das partes mais interessantes do ponto de vista arquitetônico de toda a estrutura religiosa. Trata-se da cripta mais antiga da Puglia e a sua importância deve-se também às suas dimensões: 5 naves e 72 dentre colunas e pilastros.

Com esse tamanho, conclui-se que ela seja um tipo de miniatura da Mesquita de Córdoba e da Mesquita Azul de Constantinopla, uma confirmação da mistura cultural da qual Otranto sempre foi protagonista.

Turismo no Salento: andando de bicicleta

Otranto vista a bordo de um barco à vela.


Horário de abertura da Catedral de Otranto

Endereço: Piazza Basilica, centro histórico de Otranto.

Junho a setembro: 7 h às 12 h e das 15 h às 19 h.

Nos outros meses do ano: 7 h às 12 h e das 15 h às 17 h.


Como chegar a Otranto, Puglia

O melhor meio de transporte para se chegar a Otranto é o carro. Aproveite e alugue um carro com o nosso parceiro Rentalcars.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália


Gastronomia italiana incluindo dicas vegetarianas e veganas


*Referência biliográfica: Site Terre d’Otranto.it

*Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a nossa newsletter mensal.

Comentários

  1. […] pela grande quantidade de atrações artístico-culturais que a caracterizam. Gallipoli, Peschici, Otranto e Gruta da Poesia são alguns exemplos de praias que já conquistaram muitos turistas, […]

  2. […] 2 km, e foi praticamente necessária a sua construção depois do horrendo excídio na cidade de Otranto cometido pelos turcos em […]

  3. […] escrevi acima, já tinha visitado Otranto, um dos burgos mais bonitos da Itália e considerado a Porta do Oriente do país. Como faz a maioria […]

  4. […] – Ir ao Burgo Antigo de Otranto, um dos mais bonitos da […]

  5. […] recomendo visitar Otranto, um dos burgos mais bonitos da Itália, a cerca de vinte quilômetros da Gruta da […]

  6. […] Otranto: 96,9 km – 1h10 […]

  7. […] 1º: Otranto, província de Lecce, região Apúlia (Puglia), o salto da bota. Aproveite e leia o meu post com dicas de Otranto. […]

Deixe seu comentário ☺

error: