⛲ Curiosidades da Fontana de Trevi, Roma


Arte italiana / Dicas de Roma, Vaticano e arredores

Em 30 de agosto de 2016, durante uma das minhas estadias na Cidade Eterna, aproveitei para ver a Fontana à noite, com todo o seu esplendor e magnificência depois de ter sido entregue completamente “nova”, em novembro de 2015, após a obra de restauração.

Mesmo sendo à noite, a confusão de turistas ainda era grande, pois ninguém quer deixar de fazer uma foto em frente a um dos monumentos barrocos mais famosos da Itália.

E para você que irá ver essa fontana romana, eis abaixo algumas curiosidades e fatos históricos que lhe podem interessar.

Fatos históricos e curiosidades da Fontana de Trevi, Roma


A Fontana di Trevi é a “Mostra da Água Virgem”. A lenda da sua descoberta está descrita em um baixo-relevo situado no alto da fachada da fontana: uma jovem indica às tropas de Marco Vipsânio Agripa, cansadas e com sede, a fonte onde beber água.

Ao lado, um outro baixo-relevo representa Agripa que ordena a construção da primeira fonte dessa água.

Fatos históricos e curiosidades da Fontana di Trevi em Roma

Como resistir à beleza deste monumento barroco?



O nome “Trevi” deriva da palavra “trívio”, a qual significa o cruzamento de três ruas, lugar onde estava a fonte d’água.

Foi Papa Clemente XII, no século XVIII, que decidiu realizar a construção da fontana monumental próprio ali onde surgia a primeira fonte de “Água Virgem”, chamada assim justamente pela moça que ajudou as tropas de Agripa.

O papa quis uma fontana que decorasse a praça, mas também que fornecesse uma grande quantidade de água potável à cidade. Foi realizado um concurso que escolheu como fundo obrigatório do projeto a fachada do Palácio Poli.

A obra foi entregue a Nicola Salvi e começou em 1735. Em 1761, a fontana foi inaugurada.

Os detalhes da Fontana di Trevi

A fontana tem detalhes interessantes e curiosos. Na sua parte superior, há um balaústre com quatro estátuas que representam as estações.

No centro, sob um grande arco, está representado o deus Oceano que conduz um carro em forma de concha, puxado por dois cavalos-marinhos.

Esses dois cavalos representam duas índoles diferentes: um é tranquilo e o outro se empina irriquieto. O efeito visual é mostrar o aspecto duplo do mar: às vezes, calmo e seguro, às vezes, agitado e perigoso.

O grande chafariz posicionado em frente às esculturas simboliza o mar. Nos nichos laterais, estão duas estátuas que representam a Abundância e a Salubridade.

Leia mais dicas de Roma, Vaticano e arredores

Curiosidades e história da Fontana de Trevi em Roma

Turistas e mais turistas que querem fotografar ou filmar a Fontana di Trevi.

A tradicional moeda jogada na Fontana de Trevi

Um costume que muitos turistas têm é o de jogar uma moeda de costas na fontana esperando de um dia voltar a Roma.

Mas existe uma outra tradição, menos conhecida, que contempla a Fontana degli Innamorati (Fontana dos Apaixonados), um pequeno chafariz ao lado da Fontana de Trevi.

A lenda diz que os apaixonados que matam a sua sede nessa pequena fontana ficarão juntos para sempre.

Essa é uma superstição que nasceu de um antigo costume romano. No passado, quando um jovem era obrigado a se afastar de Roma, ele ia com a sua namorada até a Fontana di Trevi, a moça enchia um copo de água para o rapaz beber e depois o copo era quebrado.

O laço amoroso era criado e o jovem podia partir com a certeza de que o amor não terminaria pela distância.

Preste atenção nos detalhes

À esquerda da fontana, vê-se um grande vaso de travertino, cuja história curiosa tem origem na construção do monumento.

Dizem que, enquanto a obra eram realizada, os operários eram frequentemente importunados pelas críticas de um barbeiro que tinha sua barbearia na praça e estava sempre pronto a se intrometar na obra da fontana.

O arquiteto Nicola Salvi procurou ser paciente, mas não aguentando mais, decidiu mandar colocar esse grande vaso de travertino próprio em frente à barbearia do barbeiro polêmico, de forma que ele não tivesse mais a vista da fontana e poder criticar a obra.

E o vaso, que ainda está ali, é chamado pelos romanos de naipe de copa pela semelhança com a carta homônima.

Não deixe de ver os cavalos por detrás da fontana: são, na verdade, cavalos-marinhos

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

A magnificência da Fontana de Trevi à noite


Tours privados com Maria Arruda, guia brasileira autorizada em Roma e Vaticano


*Referência bibliográfica: “Roma: guida alle curiosità. Per le vie del centro“, de M. Silva di Battista. Ed.: goWare 2016, Florença.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. Douglas Teixeira Says: fevereiro 8, 2017 at 7:25 pm

    esse ano to lá 🙂

  2. agsilva Says: maio 10, 2017 at 3:05 am

    Acabamos de chegar de lá..e depois veneza..ahh sonho!!!

  3. Bom dia, Maria
    Tive a oportunidade de ir a Itália em outubro de 2015 e não tive como ver essa obra de arte assim tão linda como está, ela estava em obra….Mas voltarei com certeza!….A Itália e um pais apaixonante. Parabéns pelo o blog….bjs

  4. Eduardo Barros Leal Says: novembro 7, 2017 at 3:53 pm

    Já estou com pacote para Lisboa, Roma, Napoles e Costa Amalfitana e no final Paris, os blogues especializados em viagens são bastante úteis, não viajo sem antes ler e tirar duvidas, ano passado foi a Israel, Emirados e Jordania, ano anterior fui a Patagonia, e sempre consultando os blogues de viajantes, não viajo sem antes me informar, são de uma importancia vital para evitarmos erros longe de casa.
    Parabéns.

    • Bom dia, Eduardo,

      Fico contente que alguns blogues especializados sejam de grande ajuda para você!

      É sempre bom ter uma ótima fonte de informação antes das nossas viagens, principalmente quando essas fontes são de pessoas sérias e competentes.

      Desejo-lhe uma ótima viagem pela Europa e tenho certeza de que você irá gostar do centro histórico de Nápoles e da linda Costa Amalfitana (Roma dispensa comentários).

      Obrigada pela sua mensagem,

      Maria

  5. A fontana é maravilhosa.
    Não consigo entender, como um dos locais mais visitados do mundo, possa permitir duas bancas de camelôs se instalar exatamente na frente do monumento.
    Que estupidez.

    • Bom dia, Geraldo,

      Infelizmente, esse problema de camelôs tem praticamente por toda a Itália, sem contar os pedintes…

      As prefeituras tentam combater o abusivismo, mas o número de vigias é insuficiente para o controle, além de as multas não serem respeitadas. É triste…

      Maria

  6. Roma era um sonho antigo… o Coliseu sempre foi meu medo, pois pensei que iria chorar ao vê-lo, e, realmente me emocionei, mas diante da Fontana Di Trevi… In des cri tí vel!!!! 14-11-2017.

    • Olá, José Roberto,

      Imagino a emoção que você tenha tido ao ver esses dois monumentos tão lindos!

      Minha mãe chorou ao entrar na Basílica de São Pedro…

      Espero que você possa se emocionar mais vezes com outros monumentos italianos.

      Obrigada pelo comentário ☺

      Maria

  7. […] Leia mais curiosidades da Fontana aqui. […]

Deixe seu comentário ☺

error: