Catedral de Nápoles, sul da Itália


Turismo na Itália

No fim do século XIII, a Catedral de Nápoles começou a ser construída sobre as ruínas de uma antiga basílica paleocristã e seu término se deu no século XIV. Devido a muitos tremores de terra, e também por vontade dos vários cardeais que comandaram a igreja partenopeia durante várias décadas, essa catedral teve que ser reconstruída algumas vezes, sendo o pseudogótico o estilo da sua decoração que vemos hoje.

Catedral de Nápoles, Itália

Detalhe na fachada da Catedral Metropolitana de Nápoles, a igreja mais importante da cidade. Em estilo pseudogótico, foi realizada inicialmente por Enrico Alvino, no final do século XIX, e inaugurada no início do século XX, sob o projeto de Pisani. É popularmente conhecida como Catedral de São Genaro.

Catedral de Nápoles, Itália


Todo turista que visita o centro histórico de Nápoles não pode, sagradamente, deixar de visitar a Catedral da Assunção, ou Catedral de São Genaro, para os napolitanos, ou melhor: a Catedral de Nápoles.

É verdade que Nossa Senhora da Assunção é a santa padroeira da cidade partenopeia, mas São Genaro, ou Januário (San Gennaro, em italiano), seu copadroeiro, é o santo mais popular dos napolitanos, cuja festa é celebrada em 19 de setembro.

Catedral de Nápoles, Itália

Capela do Tesouro de São Genaro: o verdadeiro símbolo da Catedral de Nápoles, homenagem do povo napolitano ao santo padroeiro por ele ter liberado a cidade das flagelações durante os anos de fome e peste no século XVI.

 

Depois da minha visita ao Museu Arqueológico e Nápoles Subterrânea, dei um pulo nessa catedral para conhecer o lugar de culto do santo mais amado da cidade.

Catedral de Nápoles, Itália

Um dos altares na Catedral de Nápoles.

Segundo uma tradição religiosa, existe o milagre do sangue de São Genaro:  a liquefação do sangue desse santo. No ano de 305, São Genaro foi decapitado e, após o martírio, o seu sangue foi recolhido em duas ampolas, as quais foram guardadas em uma caixa.

Dizem que o milagre acontece três vezes por ano: no primeiro sábado de maio, em 19 de setembro e 16 de dezembro. Fé e crenças à parte, esse acontecimento religioso atrai milhares de fiéis à catedral.

Catedral de Nápoles, Itália

A cripta com os ossos de São Genaro, os quais estão guardados em um vaso longobardo. Essa cripta foi construída em 1608 por Francesco Grimaldi.

Catedral de Nápoles, Itália

Entrada da Catedral de Nápoles. O rei francês Carlo d’Angiò, em 1294, quis construir a mais rica e a mais bonita igreja de Nápoles. Antes da construção da catedral, existia no seu terreno um templo pagão, o qual foi substituído por duas basílicas: a de Santa Restituita e a de “la Stefania”. Esta última tinha esse nome em homenagem ao antigo cardeal Stefano.

Catedral de Nápoles, Itália

Capela com várias relíquias religiosas. No exterior da catedral, está situado o Museu do Tesouro de São Genaro, onde estão guardadas todas as obras de arte, joias e pratarias doadas pelos fiéis durante o passar dos séculos. Alguns estudiosos afirmam que o tesouro de São Genaro seja mais valioso do que o da Coroa da Inglaterra.


Quando estiver em Nápoles, não deixe de visitar nas proximidades o magnífico Palácio Real de Caserta, Patrimônio UNESCO.


Como chegar à Catedral de Nápoles

 Endereço da Catedral de Nápoles: Via Duomo,147.

 Horários

De segunda a sábado: 8h às 12h30 – 16h30 às 19h.

Domingos: 8h às 13h30 – 17h às 19h30.

Área arqueológica: Segunda a sexta, das 9h às 12h – 16h30 às 19h.

Sábados e domingos, das 9h às 12h30. Site do Museu do Tesouro de São Genaro (italiano, inglês e espanhol).

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália


SERVIÇOS INDICADOS EM NÁPOLES E ARREDORES


Tours, excursão a Positano, Pompeia, Vesúvio, roteiros, segway e outros serviços em Nápoles.

Dicas de hotéis baratos em Sorrento.

Dicas de hotéis baratos na Ilha de Capri.

Dicas de hotéis baratos e hotéis de luxo na Costa Amalfitana.


* Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer.

Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.
Assine a nossa newsletter mensal.

Comentários

  1. […] O passeio de Nápoles Subterrânea dura cerca de duas horas. Nas redondeza, não deixe de visitar também a Catedral de Nápoles. […]

Deixe seu comentário ☺

error: