Castelo Sforzesco de Milão


Dicas de Milão / Museus

Em novembro de 2015, visitei o Castelo Sforzesco (Castello Sforzesco, em italiano) de Milão. Era uma terça-feira e aproveitei a sua entrada gratuita após as 14 h. Por ter vários museus, é praticamente impossível ver todos eles com a calma e a atenção necessárias em um mesmo dia.

O ideal é visitá-los duas ou três vezes para se ter um nível de entendimento satisfatório de suas centenas de objetos e obras de arte.

Aproveitei essa minha primeira vez no Castelo (espero voltar uma segunda vez) para conhecer duas obras de dois dos meus ídolos italianos: Leonardo da Vinci e Michelangelo Buonarroti.

Leonardo afrescou a famosa Sala delle Asse (1498), enquanto Michelangelo esculpiu a Pietà Rondanini (1552-1564), sua última obra antes de morrer.

Abaixo, um pouco de história do Castelo Sforzesco e informações úteis para você programar a sua visita a esse monumento lombardo.

Castelo Sforzesco de Milão

Castelo Sforzesco.

Um pouco de história do Castelo Sforzesco de Milão


O Castelo Sforzesco é a representação espetacular dos templos de glória e dos momentos dramáticos da história de Milão. Com seus sete séculos de existência, esse castelo foi uma estrutura defensiva e também residência ducal na época dos Visconti (séculos XIV-XV), sendo parcialmente demolido durante a República Ambrosiana (1447-1450).

O castelo foi reedificado pelo novo senhor da cidade, Francesco Sforza, tornando-se um elegante ambiente de uma das mais ricas cortes europeias na época de Galezzo Maria e Ludovico, o Mouro.

Sem mais o seu aspecto de residência senhoril, passa a funcionar como caserna nos séculos sucessivos durante as dominações estrangeiras sobre o Estado de Milão: espanhola (1535-1706), austríaca (1706-1796), francesa (1796-1814) e novamente austríaca (1814-1859).

Somente no fim do século XIV, com a Itália unida, foi restaurado por Luca Beltrami e restituído aos cidadãos, sendo transformado em sede museológica e lugar de lazer.

Hoje é um dos monumentos mais importantes da cidade e da região Lombardia, sendo muito querido pelos milaneses e famoso entre os turistas de todo o mundo, não somente como um edifício grandioso, mas também como sede para pesquisas e de autênticas obras-primas.

Castelo Sforzesco de Milão

Estrutura externa do Castelo.


Itinerários e Museus do Castelo Sforzesco


Castelo Sforzesco, Milão

Museus do Castelo Sforzesco.

Os museus do Castelo Sforzesco podem ser visitados percorrendo quatro itinerários, todos com o mesmo ingresso.

O primeiro, o segundo e o terceiro itinerário podem ser visitados em sequência.

Primeiro itinerário

Piso térreo: Bilheteria dos museus e início do primeiro itinerário.

Museu da Escultura, Sala do Gonfalone, Sala delle Asse (afrescos de Leonardo da Vinci) e Museu das Armas.

Castelo Sforzesco, Milão.

Apresentação audiovisual na Sala delle Asse, afrescada por Leonardo da Vinci.

Segundo itinerário

Primeiro piso: Museu dos Móveis e Pinacoteca. Da Sala XXVI, através de uma passagem coberta sobre a muralha, chega-se ao terceiro itinerário (ou saída).

Terceiro itinerário

Primeiro e segundo piso: Museu das Artes Decorativas e Museu dos Instrumentos Musicais. O itinerário termina novamente na bilheteria ou na última sala (XXVI) do segundo itinerário.

Quarto itinerário

Subsolo: Museu da Pré-história, Museu Egípcio e Sala para exposições temporâneas ou conferências (Sala dei Pilastri).

Museu da Pietà Rondanini – Michelangelo

Castelo Sforzesco de Milão

“Pietà Rondanini” de Michelangelo Buonarroti.

Fica no térreo do castelo.

Dependedo do dia, pode ser que haja filas para ver a “Pietà Rondanini” de Michelangelo. A entrada é consentida para 30 pessoas por vez e a visita pode ser limitada a um tempo máximo de 10 minutos para os visitantes individuais.

No dia em que fui, não precisei aguardar muito tempo para entrar e pude ficar mais de 10 minutos

castello-sforzesco-mappa-percorso-storico

Mapa do percurso histórico do Castello Sforzesco.

castello-sforzesco-mappa-istituti

Itinerários com os museus.


Endereço, horários e preços do Castelo Sforzesco de Milão

Endereço: Piazza Castello, centro de Milão.

Abertura do Castelo Sforzesco

Todos os dias, das 7 h às 19h30.

Abertura dos Museus do Castelo

9 h às 17h30 (última entrada às 17 h).

Os museus não abrem às segundas-feiras, 25 de dezembro, 1º de janeiro, segunda-feira de Páscoa.

 Preços

O ingresso tem validade por 1 dia e permite entrar em todos os museus do Castelo Sforzesco.

Inteiro: 5 euros

Reduzido: 3 euros (universitários, idosos acima de 65 anos)

Gratuito: Menores de 18 anos, deficientes físicos, todas as terças-feiras depois das 14 h, de quarta a domingo depois das 16h30, todos os primeiros domingos do mês.


Leia minhas outras dicas de Milão.


Castelo Sforzesco de Milão

Pinacoteca do Castelo.


 Como chegar ao Castelo Sforzesco, Milão


A pé: Dá para caminhar tranquilamente da Praça da Catedral de Milão até o Castelo, como eu fiz (vide mapa acima).

Metrô

Linha vermelha  M1 (Paradas Cadorna e Cairoli);

Linha verde M2 (Paradas Cadorna e Lanza).

Ônibus: 18, 37, 50, 58, 61, 94.

Bonde: 1, 2, 4, 12, 14, 19.

Para mais informações, consulte o site ofical do Castelo Sforzesco (italiano e inglês).


Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Lojinha de Milão


*Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. […] Castelo Sforzesco, o Museu da Ciência e da Tecnologia “Leonardo da Vinci”, a Basílica de Santa Maria delle […]

  2. […] a estadia em Vigevano, cidade querida aos Sforza, Leonardo descreve uma engenhosa obra de saneamento dos terrenos pantanosos feita por meio da […]

  3. […] Instalação que reproduz a Sala delle Asse como era na época de Leonardo da Vinci, Castelo Sforzesco, Milão. […]

Deixe seu comentário ☺

error: