🏰 Castelo de Rimini: símbolo de poder da família Malatesta


Dicas de Rimini e arredores / Dicas na Emília-Romanha

No centro histórico de Rimini, região Emília-Romanha, podemos admirar uma obra-prima da arquitetura militar malatestiana: é o Castelo Sismondo Malatesta, o qual representa o poder que essa família exerceu em Rimini e arredores entre os séculos XIII e XV.

Castelo de Rimini: símbolo de poder da nobre família Malatesta


Sigismondo Malatesta

Sigismondo Pandolfo Malatesta, representado em um afresco de Piero della Francesca, Templo Malatestiano de Rimini.

O castelo foi encomendado por Sigismondo Malatesta em 1437 e foi finalizado, segundo as epígrafes que o decoram, em 1446. Sigismondo quis chamar esse edifício com o seu próprio nome: Castelo Sismondo.

A construção aproveitou muitas partes das pré-existentes casas malatestianas do século XIII, e também a fortificação que o predecessor de Sigismondo, seu irmão Galeotto Roberto, chamado de o beato, tinha mandado construir.

A arquitetura do Castelo de Rimini

Castelo Sismondo Malatesta, centro histórico de Rimini

Castelo Sismondo Malatesta. Foto: Sigismondomalatesta.com

Para Sigismondo, esse castelo era bem mais que o seu palácio: devia representar visivamente o seu poder, segundo um conceito totalmente tradicional, e mandou-o construir com formas mais pitorescas que racionalmente harmônicas, como demonstra a perspectiva mutável das torres.

A arquitetura do castelo também é caracterizada pela espessura das cortinas ameadas, o uso constante de arcos agudos e de implantes lapidários e cerâmicos.

Algumas características decorativas

Destaca-se também a riqueza do dourado e dos rebocos coloridos de verde e vermelho (as cores heráldicas malatestianas), documentados pelos escritores contemporâneos.

O castelo conta ainda com a tortuosidade dos percursos internos, a irracionalidade com a qual eram dispostos alguns cômodos e, talvez, a falta de grandes salões de cerimônias.

A forma do castelo em imagens antigas

Para termos uma ideia da forma original do castelo, atualmente temos que recorrer às medalhas realizadas por Matteo de’ Pasti para celebrar a sua construção e a um detalhe do afresco pintado por Piero della Francesca, no Templo Malatestiano, que reproduz exatamente como era o projeto do castelo.

Também podemos ler em uma página do De Re Militari, de Roberto Valturio, a descrição e a exaltação dessa obra e de Sigismondo Malatesta.

Torres e fosso

O seu núcleo interno era caracterizado por cinque torres que circundavam um alto torreão (o palatium).

Havia também um amplo fosso, o qual delimitava o seu circuito externo e estendia-se pela atual Praça Malatesta até chegar à parte posterior do Teatro Galli.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Hoje o castelo é um centro cultural

Castelo Sigismondo Malatesta, centro histórico de Rimini

A beleza do Castelo de Rimini à noite.

Há anos, o Castelo Sismondo Malatesta é um centro cultural, onde são realizados alguns eventos, principalmente durante a primavera-verão.

A praça ao seu redor foi recentemente reestruturada para valorizar esse monumento de grande importância para toda a Itália.

Praça Malatesta, Rimini.

Praça Malatesta recentemente reestruturada. Foto: Riminiduepuntozero.it

Faça um tour privado em Rimini com uma guia brasileira autorizada.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: