⛪ Como visitar a Basílica de Santo Antônio de Pádua


Turismo na Itália

A primeira vez que visitei a Basílica de Santo Antônio de Pádua foi em 2009, e a segunda, em junho de 2016 durante a minha estadia na cidade, quando dormi no maravilhoso Hotel Belludi 37, um ótimo 4 estrelas a pouquíssimos metros dessa basílica.

A Basilica di Sant’Antonio di Padova (em italiano) é uma das grandes metas de peregrinação do mundo. Todos os anos, milhões de peregrinos de todos os países visitam a basílica para viver um “momento privilegiado do espírito” na oração e reflexão.

Basílica de Santo Antônio de Pádua: experiência espiritual e artística

Para você aproveitar melhor a sua experiência na Basílica de Santo Antônio, eis os pontos mais importantes desse lugar sagrado:

Altar-Mor: Dominado pelo crucifixo no centro do altar e pelas outras imagens em bronze de Donatello, o altar-mor é o coração da Basílica. Lembra-nos as palavras de Jesus que encontramos no Evangelho: “Quanfo for levantado sobre a terra, atrairei todos a mim”.

Capela do Santíssimo Sacramento: Local onde está conservada a Eucaristia e se adora Cristo presente no sinal do pão.

Túmulo de Santo Antônio: Aqui estão, há mais de sete séculos, os restos mortais do frei Antônio. Perfeito imitador de Cristo, anunciador incansável do Evangelho.

Santa Maria Mater Domini (ou Capela da “Madonna Mora”): É a igrejinha do antigo convento franciscano onde Santo Antônio passou os últimos tempos da sua vida.

Capela das Relíquias: Conserva as recordações da vida do santo. Particularmente venerada é a relíquia da língua e das cordas vogais incorruptas.

Basílica de Santo Antônio de Pádua, Itália

Capela das Relíquias. Foto: Wikipédia.

Arte na Basilica di Sant’Antonio di Padova

A Basílica do Santo é, sem dúvidas, o complexo arquitetônico mais famoso e rico de arte de Pádua.

A construção teve início logo a pós a morte de Santo Antônio, em 13 de junho de 1231. Edifício admirável pela combinação harmônica de vários estilos (românico, gótico, vêneto-oriental e barroco), a Basílica de Santo Antônio de Pádua enriqueceu-se ao longo dos séculos com grandes obras de arte.

1300: Afrescos da Escola de Giotto; Altichiero da Zevio: Capela de São Tiago e Capela de São Jorge (Praça da Basílica); Giusto de Menabuoi: Capela do Beato Lucas Belludi.

1400: Donatello cria as lindas esculturas do Altar-Mor e a estátua equestre de Gattamelata.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Basílica de Santo Antônio de Pádua, Itália

Pátio interno.

1500: Artistas renascentistas renovam a Capela do Santo (Andrea Briosco, baixos-relevos de Jacopo Sansovino, Antônio e Tullio Lombardo, etc.); obras de Tiziano.

1700: Giambattista Tiepolo; Filippo Parodi: grupos marmóreos da Capela das Relíquias.

1979/85: Pietro Annigoni começa o seu ciclo pictórico na Basílica, com uma tela dedicada a São Maximiliano Kolbe. Em 1981/83, pinta os afrescos da Capela das Bênçãos.

Em 1984, no refeitório do Convento, completa uma grandiosa “Última Ceia”. Em 1985, na parede sobre a porta central da Basílica, pinta um grandioso afresco representando o Santo enquanto prega do alto de uma frondosa nogueira.

Basílica de Santo Antônio de Pádua, Itália

Em frente à Basílica de Santo Antônio.


Leia também minhas outras DICAS DE PÁDUA.


Como chegar à Basílica de Santo Antônio de Pádua


Da estação ferroviária de Pádua

A pé: 25 minutos de caminhada.

Bonde: Descer na parada “Santo”, direção Guizza-Capolinea Sud.

Ônibus: Linhas 3, 12, 18, 16. Parada de Riviera Businello.

De carro

Seguir as indicações do centro de Pádua e depois de Prato della Valle, onde é possível estacionar o carro. Se tiver GPS, insira o seguinte endereço: Via LVIII Cavalleria 1, Padova.

Mais informações de estacionamentos em Pádua.

Site oficial da Basilica di Sant’Antonio di Padova.

Alugue seu carro com RentalCars

Basílica de Santo Antônio de Pádua, Itália

A majestosa magnólia que dá nome ao convento: Convento della Magnolia.

Serviços indicados em Pádua


Durma no Hotel Belludi 37, um ótimo 4 estrelas no centro de Pádua.

Aluguel de carros na Itália e em qualquer lugar do mundo com Rentalcars.


*Esta postagem contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer. Desde 2018, trabalho como guia de turismo autorizada em Bolonha, Roma e Vaticano. Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Comments

  1. […] norte da Itália, dormi uma noite no Hotel Belludi 37, um 4 estrelas a pouquíssimos passos da Basílica de Santo Antônio (do meu quarto eu tinha a visão da […]

Deixe seu comentário ☺

error: