Dica de bate-volta de Roma: conheça a maravilhosa Abadia de Casamari, Veroli


Dicas de Roma, Vaticano e arredores

Uma das abadias estilisticamente mais importantes da Itália e que, por isso mesmo, merece certamente ser visitada é a Abadia de Casamari (Abbazia di Casamari), situada no município de Veroli, província de Frosinone, região Lácio.

Eu tive a oportunidade de conhecer essa abadia em 2015** e fiquei simplesmente maravilhada com a sua beleza arquitetônica, assim como com a sua história.

Se você estiver em Roma, aproveite para fazer um bate-volta até a Abadia de Casamari combinando o passeio com o lindo Mosteiro de Monte Cassino, sempre na província de Frosinone.

Abadia de Casamari, Veroli, Lácio, Itália

Fachada externa da igreja dedicada à Virgem Maria e aos santos João e Paulo.

Abadia de Casamari, Veroli: um pouco de história sobre essa maravilha arquitetônica

A Abadia de Casamari destaca-se, imponente e solitária, perto de uma  colina rochosa delimitada pelo riacho Amaseno, que antigamente marcava o limite entre os Hérnicos e os Volscos, a 300 metros de altitude sobre o nível do mar.

Foi erguida sobre as ruínas do antigo município romano de Cereatae Marianae (do qual é ainda visível o aqueduto que o abastecia), assim chamado em homenagem à deusa Ceres e ao grande general romano Caio Mário, o qual nasceu  e passou os primeiros anos de sua juventude nesse lugar. A Caio Mário deve-se também a atual denominação de Casamari – “casa de Mário”.

As origens do mosteiro

Abadia de Casamari, Veroli, Lácio, Itália

Entrada da Abadia de Casamari.

As informações importantes sobre as origens do mosteiro são fornecidas por duas fontes documentais: a Cronaca del Cartario, do século XIII, e o Chartarium Casamariense, redigido sobre um escorço do século XV por um monge de Casamari e sob encomenda do abade comendatário Giuliano della Rovere.

Segundo o primeiro documento, atesta-se que a abadia surgiu em 1005, por iniciativa de uma comunidade beneditina que construiu o primeiro mosteiro. Quando depois, por obra espiritual de Bernardo de Clairvaux e pelo apoio dos Pontífices, a Ordem de Citeaux (Cistercium) em Borgonha difundiu-se na Itália em 1152, a abadia passou aos Cistercienses.

A vida dos cistercienses

Os cistercienses, em 1203, iniciaram uma reconstrução radical do antigo mosteiro segundo a planimetria típica da Ordem, sob a direção e projeto do Frade Guglielmo da Milano. A igreja dedicada à Virgem Maria, e também aos santos João e Paulo, foi iniciada com a bendição de Inocêncio III e consagrada em 1217 por Papa Honório III.

Abadia de Casamari, Veroli, Frosinone, Itália

Interior da igreja da abadia.

Desde 1152 que os cistercienses vivem ininterruptamente na abadia. O Mosteiro de Casamari é para a história da arquitetura um marco estilístico da chegada ao Lácio das formas gótico-borgonhesas no início do século XIII.

Apesar de algumas desventuras históricas, a abadia continuou íntegra na sua estrutura original e representa, junto a Fossanova, um dos modelos mais bem conservados da arquitetura cisterciense na Itália.

O antigo dispensarium

Toda a sua arquitetura é em perfeita sintonia com a austeridade da regra cisterciense e do que deixou escrito São Bernardo na sua célebre  “Apologia”, escrita entre 1123 e 1125, na qual deprecava uma igreja que “cobre de ouro os seus monumentos e deixa seus filhos andarem nus”.

Através do lindo pátio quadrado, chega-se ao Refeitório (antigo dispensarium) com suas potentes colunas cilíndricas e à magnífica Sala Capitolare, verdadeiro tesouro arquitetônico que confirma a fama da obra-prima gótico-cisterciense da Abadia de Casamari.

A farmácia da Abadia de Casamari

Mas a abadia é famosa também pela atividade galênica dos seus monges e pela sua antiga Farmácia, cujo ano de fundação oficial parece ser o de 1761.

A Abadia de Casamari também tem uma biblioteca riquíssima, com um patrimônio de cerca de 80.000 volumes e uma preciosa Pinacoteca com pinturas de Guercino, Sassoferrato, Balbi, Fantuzzi e Purificato.

É também aconselhado visitar o Museu Arqueológico, onde estão guardados objetos funerários romanos.

Quero receber a newsletter mensal de Viagem na Itália

Abadia de Casamari, Veroli, Lácio, Itália

Jardim externo.


 Como ir de Roma até a Abadia de Casamari, Veroli, província de Frosinone


A distância DE CARRO do centro de Roma até a Abadia de Casamari é de cerca de 103 km (1h20 minutos de viagem). Aproveite e alugue seu carro pelos melhores preços com nosso parceiro RentalCars.

A Abadia de Casamari oferece estacionamento gratuito.

Como escrevi no início do texto, aconselho combinar a Abadia de Casamari com a Abadia de Monte Cassino na mesma viagem até a província de Frosinone


Informações para você visitar a Abadia de Casamari


Endereço: Via Maria, a 9 km do centro de Veroli, província de Frosinone, região Lácio.

Horários das visitas na abadia: 9-12 e 15-18.

Museu Arqueológico: todos os dias, 9-12 e 15-18.

Ingresso do Museu Arqueológico: 1 euro. Gratuito para menores de 18 anos, idosos acima de 60 anos e deficientes físicos.

Para mais informações, visite o site oficial da Abbazia di Casamari.


Leia minhas dicas de Roma, Vaticano e arredores.


Lojinha de Roma, Vaticano e arredores


*Referência bibliográfica: Site Ciociaria Turismo.

**Conheci o a Abadia de Casamari durante o blog tour #AmazingCiociaria organizado por #TBDI2015.

***Este texto contém links de parceiros afiliados. Saiba mais sobre a Política de Monetização do blogue.


VIAGEM NA ITÁLIA

Desde 2003, sou residente em Riccione, um balneário turístico na região Emília-Romanha. No fim de maio de 2013, decidi tirar da gaveta a ideia de escrever um blogue com dicas de viagem na Itália, divulgando, assim, o maravilhoso patrimônio artístico, cultural e paisagístico que só este país pode oferecer.

Estou também no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Assine a newsletter mensal.

Deixe seu comentário ☺

error: